Notícias Gospel

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

O Alarmo da Girafa!! O pastor do “superpop”.. e Caio Fábio é o Capeta?


O Alarmo da Girafa!! O pastor do “superpop”.. e Caio Fábio é o Capeta?

Acabo de Assistir ao Pastor que criou o alarme da girafa onde após uma brincadeira muitas pessoas se envergonharam posteriormente por distribuir nas redes sociais a idéia de que as portas do inferno estariam abertas sobre os lares através do Facebook.

É óbvio que aqueles que me conhecem sabem que já posicionei a esse respeito. Mas vale ressaltar que:

1 -  “Nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus ...” (continue lendo o texto bíblico) “...que não andam segundo a carne mas no espírito”. Não existem maldições que o Senhor não possa quebrar com sua conversão; Romanos 8:1;

2 – O Sangue de Cristo não apenas cobre o pecado conforme ocorria no AT, mas aniquila por completo o mesmo, ou Cristo não seria o cordeiro de Deus tirando o pecado do mundo. João 1:29;

3 – Ele levou sobre si a nossa transgressão, nossas dores e enfermidade (Isaias 53). O texto ainda cita o livramento da opressão e do juízo. Lembre-se, o juízo de Deus é suave.;

4 – O nosso corpo, como algo material é importante para Deus. Pois a Bíblia cita que este é o “templo do Espírito Santo”. Logo, cuidemos dele, pois acreditem quem quiser ele será ressuscitado em breve, obviamente de forma gloriosa!! Assim aprendemos com Cristo que mesmo ressurreto andou entre nós e se alimentou!! Eram as mesmas características de antes em um milagre inexplicável.

Agora Gostaria de Falar sobre a entrevista:

Todos conhecem o referido Pastor e não quero em hipótese alguma criticá-lo, pois não estou e nunca estarei nesta posição de juiz. Que Deus continue abençoando sua vida! Mas nesta entrevista vemos algumas características importantes que ressaltam o “dualismo” que tanto prejudicou o entendimento de “santidade” no meio pentecostal:

1º - Temos que entender que a nossa santidade não pode ser tirada pelo diabo nem mesmo pela figura da girafa, cavalo marinho ou outros quadrúpedes e sim por nós mesmos;

2º – Jesus confrontou os Fariseus, pois “o que vem de dentro, isso sim contamina o homem”, a maldição já está e nossos corações por herança, livre-se dela! NADA DE EXTERNO poderá nos contaminar. Mas antes, a malícia, a intriga, a inveja ... partirá sempre do coração. Marcos 7:20;

3º – Já era esperado a Satanização de tudo e todos no fim da entrevista... lembro que desde muito novo os demônios eram outros como “a bola do capeta (futebol)”, “o quadrado do diabo (televisão)”, o “o som do mal” Guitarra e Bateria e o famoso "www" a representação do "666". Hoje a igreja utiliza todos esses meio para evangelizar e ganhar almas;

4º – O CAIO FÁBIO NÃO É O CAPETA! Vamos melhorar o nosso amor cristão e parar de ofender ao próximo. Ore por eles!!

5º - Nem tudo na vida é Internet, vai ler a Bíblia e para de fazer correntes!!!






sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

“Padre Chama protestantes de Otário...”


“Padre Chama protestantes de Otário...” 


Não adianta tentar unir o que Deus separou.

Tive um sentimento de pena ao me deparar com um posicionamento totalmente isolado deste padre. Já tive o privilégio de ler bons conteúdos de teólogos e padres católicos que me fizeram repensar sobre o contato dos mesmos com o conhecimento sobre a teologia. Mas rever o pensamento do século XV totalmente baseado na autoridade papal e totalmente sem uma base de exegese e hermenêutica  em pleno século XXI foi degradante. Bem sabemos que esta é parte da influencia do atual Papa Bento XVI que tem sua posição conservadora e retrógrada em relação aos costumes católicos.
Contudo, existe uma posição bem definida sobre o ocorrido. Não existe e nunca existirá um ecumenismo cristão entre católicos e protestantes por uma grande divergência de 500 anos. Aliás, podemos estender esta data para dois mil anos, tendo em vista que a partir do terceiro século a igreja começou a se desviar da autoridade real, a bíblia.
Dentre suas palavras, uma me chamou atenção, o orgulho. Não existe orgulho maior do que não reconhecer o erro de um vaticano falido e imoral. A infalibilidade papal é contradita pelo padre de forma sutil. O autor se confunde em suas afirmações e se contradiz em suas colocações.
          Sinceramente, a diferença entre aquela cena estúpida do pastor ao chutar a santa foi superada aqui. Naquele ato o pastor havia chutado um objeto que significa algo para pessoas, hoje o padre chutou pessoas que significam algo para Deus. Tenho pena dele.               Obs: Não consegui terminar de ver o vídeo.


fonte:http://noticias.gospelprime.com.br/padre-chama-evangelicos-de-otarios-por-nao-acreditarem-nos-santos-catolicos/

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011


È hora de repensarmos o Amor Cristão.


Certa vez, ao ser interrogado por fariseus, Jesus Resumiu aquela que a princípio parece um manual de rigorosidade; 

A lei reflete o Amor Divino. Vida em Cristo é vida em Amor:

Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Você é capaz de Amar aquele que está ao seu lado? Se a resposta for não, você precisa repensar sobre o amor Ágape!
Cristo morreu por TODOS

Numa sala de aula haviam várias crianças. Quando uma delas perguntou à professora:
- Professora, o que é o amor?
A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera. Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e que trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.
As crianças saíram apressadas e ao voltarem a professora disse:

- Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.
A primeira criança disse:
- Eu trouxe esta flor, não é linda?
A segunda criança falou:
- Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la em minha coleção.
A terceira criança completou:
- Eu trouxe este filhote de passarinho. Ele havia caído do ninho junto com outro irmão. Não é uma gracinha?
E assim as crianças foram se colocando. Terminada a exposição a professora notou que havia uma criança que tinha ficado quieta o tempo todo.
Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido. A professora se dirigiu a ela e perguntou:
- Meu bem, porque você nada trouxe?

E a criança timidamente respondeu:
- Desculpe professora. Vi a flor e senti o seu perfume, pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que seu perfume exalasse por mais tempo. Vi também a borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la.
Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas ao subir na árvore notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho.
Portanto professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe?
A professora agradeceu a criança e lhe deu nota máxima, pois ela fora a única que percebera que só podemos trazer o amor no coração e não em nada físico”.
Nós , homens e mulheres somos como aquelas crianças temos que levar vantagem em tudo , não importa a dor que ou a quem causamos , sejam nos negócios , no super mercado , com um vizinho , no trânsito, buscamos sempre a nota máxima da esperteza e da …. “EU FIZ , EU ACONTECI , EU , EU , EU….” .
Lembre-se que Deus lhe deu o mais puro dos sentimentos e o mais nobre de todos os dons , tire a nota máxima na escola da vida , aos olhos dEle . Jesus um dia falou … “em verdade vos digo que quem não receber o reino de Deus como criança , de maneira nenhuma entrará nele” (Mc 10:15)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011




Em Jesus o nosso Pecado é Zero

Recentemente, em uma de nossas aulas de EBD. Perguntei aos irmãos sobre o que era Santidade. Alguns diriam ser inabalável em seu caráter, outros diriam ser incansáveis no exercício cristão, já outros diriam ser totalmente sem pecado, quase um santo feito em imagem. Semelhante ao título Vicário de Cristo, pelo próprio Papa. Esse nome condiz a infalibilidade papal, ou seja, o Papa nunca erra. (cabe uma pequena colocação, o Papa João XXIII por várias vezes menosprezou este título, não se identificou com o mesmo).
                Os cristãos pragmáticos, os puritanos, os legalistas pensam assim. E com isso, excluem de suas listas grandes homens como Moisés, que Atingiu a rocha, o rei Davi, homicida, astucioso, enganador e outras características que certamente o mesmo não se orgulhou de possuir. Dentro deste contexto, eu, bem como você, que faz esta leitura, também se exclui do seleto grupo de “Santos”. Afirmo, pelo chamado que Deus certamente me deu, que minha santidade esta condicionada ao meu caráter do que aos meus atos primários.
                Os atos são frutos de uma natureza adâmica que mesmo que afirme que foi subjugada por Cristo, é necessário que eu viva nesta terra em confronto diário com a mesma. Os Anjos não possuem esta natureza. Seu julgamento foi eterno e definitivo.  Mas nós, temos sim uma natureza terrível secundária (após o édem).
                A santidade de Abraão está no fato simples da fé(Vai para onde eu te levarei). A santidade de Moisés está na obediência (tira meu povo do Egito) e a santidade de Davi esta no coração. Percebam que existiu uma evolução do indivíduo comprometido. O rei completa a santidade estabelecida por Deus pois o mesmo esteve diante de todas as características que os patriarcas. Mas o seu coração foi mais além. Possui a capacidade, que certamente somente Deus dá,  de se humilhar e se arrepender de seu erro.

"Santidade não é o fato de nunca ter pecado e sim a capacidade de não se conformar com ele.!!"
...continua...

Esta mensagem será exibida no Encontro distrital Realengo 6ª Região

quinta-feira, 10 de novembro de 2011


Sinto Saudades
Ao sentir um pouco do vento da primavera que ainda paira o Rio de Janeiro. Veio a minha memória um pouco da minha infância. Lembro-me com saudades dos tempos de menino onde tudo era muito mais fácil. A como era fácil passar de ano, era mais fácil se relacionar com as pessoas, muito mais ainda era chegar da escola comer meu bife co

Os domingos de verão eram cansativos ao findar das tardes, e mesmo exaustos estávamos todos a cantar; “Jesus em tua presença, reunimo-nos aqui..” . Era quase que impossível imaginar um culto sem a presença do agora saudoso “Hinário” e seus corinhos eternos; “Brilho Celeste”; “Vivo Feliz, pois sou de Jesus” e muitos outros que, por mais que você tente ou ache “cafona”, NUNCA sairão da sua cabeça, e sempre que soar em seu ouvidos irá trazer os dias bons de ser crente. Isso mesmo, CRENTE.m batatas fritas e ver o final de “TV colosso”. Era fácil ser membro de igreja, não íamos por obrigação das programações, mas pela diversão de estar no templo com os irmãos. Alguns, mais chegados que amigos, eram indispensáveis a comunhão; outros, não tão próximos assim, eram da mesma forma inesquecíveis sabe-se lá porque.

Essa palavra pode parecer estranha, mas era comum, nós éramos CRENTE! Como ouvi piadas na escola sobre ser crente, todos tínhamos “aquilo quente”, diziam eles. Mas nunca vi crente se consultar no psicólogo por isso, sofrer depressão ou reclamar de Bullying. Hoje temos um novo nome: GOSPEL. Os crentes ficaram lá traz com os “corinhos antigos”. Os cantores GOSPEL não participam de nossos cultos, “são só três músicas e vamos logo que tenho outro compromisso em outra igreja...”
Os crentes não resistiam a apelos. Estávamos sempre dispostos e vencer pelos apelos, transbordar da unção, buscávamos o batismo do Espírito Santo e o mais incrível, pedíamos perdão pelos nossos pecados em nossas orações. Hoje eu acho que agente não peca mais, pois apenas pedimos e esperamos o resultado expresso.


Eu confesso que tinha pavor da apresentação; “Tem visitantes ai gente? Visitante seja bem vindo....ou a outra; Se o seu coração
é igual ao meu, dá-me a mão e meu irmão será...” Sim era simples agrupar em nossas igrejas nossos visitantes. Quem iria resistir aquele calor dentro do templo, aqueles irmãos se abraçando e
rindo (muitos deles sem dente) vindo em sua direção. Sim, eles certamente possuem o amor... O que me impressiona, é que o visitante voltava! Você tem explicação? Pois eu não tenho.

Ao findar de nossos cultos, tínhamos o “Amém tríplice”, acompanhado do aperto da mão do pastor. Esse era homem como nós sujeito a todos os erros, e aqui pra nós, errava muito..., mas sempre ao nosso lado e com um velho abraço e um pedido de desculpas. Isso bastava, pois somos irmãos, não precisamos de justiça ou força maior, o amor não está no fato de não errar e sim no de perdoar e ser perdoado. Ao final de tudo acabávamos sempre na mesa do pastor comendo um pastel de rua ou hambúrguer. Ali estava a ceia e a comunhão dos santos. Espontâneo e fraternal.
Realmente é difícil saber se foi o tempo que passou ou se foi eu quem cresceu. Ou seja, será que as responsabilidades que acompanham a idade nos afastam da simplicidade do evangelho? Critérios, Rituais, Estatutos, leis, normas, tantas coisas que na realidade atrapalham o cristianismo. Jesus morreu com tudo que tinha quando veio a o mundo; Sem nenhum pertence e uma missão; levar a Paz.
Este vento que aqui passou certamente não voltará mais. Apenas a saudade de ter tido os melhores dias de minha juventude dedicada a o senhor. Sim tive esse privilégio, para muitos pode parecer pesadelo, mais pra mim não. Todas as pessoas reagem ao vida de uma determinada forma. Posso citar algumas raízes que chegaram a ação e reação. Ao bater com a pedra na água ela certamente gerará ondas. Mas pra Deus não é assim que as coisas funcionam. As ações sofridas de um indivíduo podem ter reações contrárias ao que podemos citar como normal. Deus, dentro de sua universalidade trata a todos de igual modo no que diz respeito a ação. Mas a reação é uma ação conjunta de características humanas; o caráter humano (assimilados durante a vida; e a soma da ação do Espírito Santo (o próprio Deus).
Dentro deste pensamento Deus realiza ações que nos fazem ter reações satisfatórias a tudo isso dentro de seu controle universal. Dentro de sua onisciência já sabe quem será seu e usa os meios de lapidar seus vasos...
............continua..........

domingo, 30 de janeiro de 2011

Lobos e pastores, muito bom


Pastores e lobos têm algo em comum: ambos se interessam pelas vidas das ovelhas, e vivem perto delas. Assim, muitas vezes, pastores e lobos nos deixam confusos para saber quem é quem. Isso porque lobos desenvolveram uma astuta técnica de se disfarçar em ovelhas interessadas no cuidado de outras ovelhas. Parecem ovelhas, mas são lobos.

No entanto, não é difícil distinguir entre pastores e lobos. Urge a cada um de nós exercitar o discernimento para descobrir quem é quem.
Pastores buscam o bem de suas ovelhas; lobos buscam os bens das ovelhas.

Pastores gostam de convívio; lobos gostam de reuniões. Pastores vivem a sombra da cruz; lobos vivem a sombra de holofotes.

Pastores choram pelas suas ovelhas; lobos fazem suas ovelhas chorar. Pastores tem autoridade espiritual; lobos são autoritários e dominadores. Pastores tem esposas; lobos têm co-adjuvantes.

Pastores tem fraquezas; lobos são poderosos. Pastores olham nos olhos; lobos contam cabeças. Pastores apaziguam as ovelhas; lobos intrigam as ovelhas.Pastores tem senso de humor; lobos se levam a sério.

Pastores são ensináveis; lobos são donos da verdade. Pastores tem amigos; lobos têm admiradores. Pastores se extasiam com mistério; lobos aplicam técnicas religiosas.

Pastores vivem o que pregam; lobos pregam o que não vivem.
Pastores vivem de salários; lobos enriquecem. Pastores ensinam com a vida; lobos pretendem ensinar com discursos.

Pastores sabem orar no secreto; lobos só oram em público. Pastores vivem para suas ovelhas; lobos se abastecem das ovelhas. Pastores são pessoas humanas; lobos são personagens religiosos caricatos.

Pastores vão para o púlpito; lobos vão para o palco. Pastores são apascentadores; lobos são marqueteiros.Pastores são servos humildes; lobos são chefes orgulhosos.

Pastores se interessam pelo crescimento das ovelhas; lobos se interessam pelo crescimento das ofertas.

Pastores apontam para Cristo; lobos apontam para si mesmos e para a instituição. Pastores são usados por Deus; lobos usam as ovelhas em nome de Deus. Pastores falam da vida cotidiana; lobos discutem o sexo dos anjos.

Pastores se deixam conhecer; lobos se distanciam e ninguém chega perto. Pastores sujam os pés nas estradas; lobos vivem em palácios e templos. Pastores alimentam as ovelhas; lobos se alimentam das ovelhas.


Pastores buscam a discrição; lobos se autopromovem.Pastores conhecem, vivem e pregam a graça; lobos vivem sem a lei e pregam a lei.

Pastores usam as escrituras como texto; lobos usam as escrituras como pretexto. Pastores se comprometem com o projeto do reino; lobos têm projetos pessoais. Pastores vivem uma fé encarnada; lobos vivem uma fé espiritualizada.

Pastores ajudam as ovelhas a se tornarem adultas; lobos perpetuam a infantilização das ovelhas. Pastores lidam com a complexidade da vida sem respostas prontas; lobos lidam com técnicas pragmáticas com jargão religioso.

Pastores confessam seus pecados; lobos expõem o pecado dos outros.Pastores pregam o Evangelho; lobos fazem propaganda do Evangelho.Pastores são simples e comuns; lobos são vaidosos e especiais.

Pastores tem dons e talentos; lobos têm cargos e títulos. Pastores são transparentes; lobos têm agendas secretas. Pastores dirigem igrejas-comunidades; lobos dirigem igrejas-empresas.

Pastores pastoreiam as ovelhas; lobos seduzem as ovelhas. Pastores trabalham em equipe; lobos são prima-donas. Pastores ajudam as ovelhas a seguir livremente a Cristo; lobos geram ovelhas dependentes e seguidoras deles.

Pastores constroem vínculos de interdependência; lobos aprisionam em vínculos de co-dependência. Os lobos estão entre nós e é oportuno lembrar-los do aviso de Jesus Cristo.

*Guardai-vos dos falsos profetas, que vêem a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores*". (Mateus 7:15)


Autor: Osmar Ludovico (Revista Enfoque Gospel, janeiro 2006)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Cultura ou ignorancia?



Em nosso país algumas aldeias indígenas possuem o costume de enterrar, ainda vivo, uma criança que nasce com deficiência ou até mesmo em caso de gêmeos. Para eles estas crianças possuem maldição dos deuses e devem ser mortas para que não os aborreçam. Isso pode ser confirmado com o filme “Hakani” dirigido pelos próprios nativos, vítimas de sua própria cultura. (http://www.youtube.com/watch?v=x92KN-xJGVA)
Alguns meses atrás, acompanhamos o pronunciamento de nosso presidente Luiz Inácio a respeito de uma mulher acusada de morte por apedrejamento, sob acusação de adultério. O mesmo após ser negado asilo político à mulher iraniana, comentou que não podemos interferir na soberania de cada país. e mais uma vez mudou sua opinião sobre alguma coisa.(Revista Veja) Por outro lado, a Bíblia é a palavra que nos mostra o caminho de retidão e nos da liberdade para pensar tendo a consciência de vida e de pecado.
As declarações das leis brasileiras afirmam que os direitos da criança não podem ser sacrificados pelo bem de um grupo, são garantidos os direitos a vida. A lei Moadi tem esta proposta, ela reflete a insatisfação de Índios que não querem conviver com esse mal e lutam no congresso nacional para uma mudança na legislação de povos nativos.
Infelizmente, temos visto que foi relatado pelo filme, uma certa oposição aos incentivos em nome da vida indígena. Existem aqueles que não possuem um princípio básico de valor à vida e se prendem a manter o indígena em sua ignorância cultural. Pior ainda, são aqueles que não possuem este discernimento e não fazem questão de abrir os olhos para o entendimento que Deus nos dá. Independente de leis, costumes ou cultura, temos que ter um senso de retidão e cada vez mais o mundo tem se distanciado deste sentimento.
O sentimento de vida existe dentro de cada indivíduo. Tanto existe, que alguns índios, descontentes com esta prática tentam a todo custo aprovar leis que obriguem o governo a interferir e resgatar estas crianças. Da mesma forma, qualquer país que se prende a sua cultura a ponto de intervir na própria vida sempre estará sujeito a infelicidade. A religião não deve ser imposta, e sim pregada. Louvemos a liberdade religiosa em nosso país. Qualquer movimento que te obrigue a fazer algo, segmento político, religioso ou filosófico, no mínimo não deve ser o correto, pois revela que não possui bases para se manter. Cristianismo é isso!